Jovens em medida socioeducativa de internação: suas condições socioeconômicas importam?

Autores

  • Raul Japiassu Câmara

Palavras-chave:

medida socioeducativa, jovens, asdolescentes, socioeducação

Resumo

O trabalho a seguir dedica-se a apresentar resultados de uma pesquisa realizada, em 2016, com jovens em Medida Socioeducativa de Internação (MSI) nas unidades do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (DEGASE) no estado do Rio de Janeiro. Buscamos dados relacionados às condições econômicas (nível e composição da renda familiar), faixa etária, etnia e relações com a instituição escolar. Comparamos estes dados às unidades do sul e norte fluminense, além da capital. Fornecemos elementos a fim de compreender igualdades e diferenças entre os jovens da pesquisa e suas regiões de origens. Contudo, não podemos esgotar o assunto apenas neste trabalho. Objetivamos a reflexão destes fatores socioeconômicos que afetam os jovens, que os vulnerabilizam socialmente. Sinalizamos maior intervenção em investimentos sociais a fim de minorar desigualdades.

Biografia do Autor

Raul Japiassu Câmara

Professor de História formado pela Universidade Federal Fluminense (UFF) em 1992. Leciona em escolas municipais da cidade do Rio de Janeiro desde 1992 e no DEGASE a partir de 2001, trabalhou no Colégio Estadual Gildo Candido da Silva, no interior do Educandário Santo Expedito (ESE). Em 2012, transferiu-se à Assessoria de Sistematização (ASIST) onde se encontra atualmente em atividade de organização das fontes históricas na socioeducação no estado do Rio de Janeiro, junto ao Centro de Documentação e Memória (CEDOM). Graduou-se Mestre em Educação pela UFRJ em 2016, na área de História da Educação, com a dissertação “A gênese das primeiras escolas no Departamento Geral de Ações Socioeducativas do Rio de Janeiro (DEGASE/RJ): uma escolarização sui-generis (1994-2001)”.

Revista Socioeducação

Downloads

Publicado

2019-11-02

Como Citar

Raul Japiassu Câmara, R. J. C. (2019). Jovens em medida socioeducativa de internação: suas condições socioeconômicas importam?. Revista SocioEducação, 2(02), 44-56. Recuperado de https://publicacoes.degase.rj.gov.br/index.php/revistasocioeducacao/article/view/104