Adolescentes do DEGASE e a ausência de seus vínculos paternos: o que o Estado tem a ver com isso?

Autores

  • Flávia Silva Lopes dos Santos

Palavras-chave:

DEGASE, adolescentes, família, paternidade

Resumo

A proposta trazida por este artigo é uma inquietação quanto a relação entre o extermínio de homens negros e a ausência da figura paterna na vida dos/as adolescentes atendidos no Degase e os efeitos do encarceramento seletivo na fragilização das estruturas familiares destes meninos e meninas. Também é alvo de nossa atenção a existência de relação entre os efeitos trazidos pelo pensamento colonial e o estabelecimento ou manutenção de paradigmas de uma cultura racista e sexista na construção sóciocultural do homem negro. Acreditamos que estes fatores e seus desdobramentos trazem travessamentos, pela ausência deste ente familiar, para estes adolescentes e suas responsáveis. Utilizamos pesquisa no campo de trabalho, precedida e sucedida por pesquisa bibliográfica pertinente.

Biografia do Autor

Flávia Silva Lopes dos Santos

Graduada em Direito pela Universidade Cândido Mendes. Especialista em Gestão Social. Servidora do Degase desde 2012.

Revista Socioeducação

Downloads

Publicado

2019-11-02

Como Citar

Flávia Silva Lopes dos Santos, F. S. L. dos S. (2019). Adolescentes do DEGASE e a ausência de seus vínculos paternos: o que o Estado tem a ver com isso?. Revista SocioEducação, 2(02), 72-77. Recuperado de https://publicacoes.degase.rj.gov.br/index.php/revistasocioeducacao/article/view/106